Soprando velas

Atendimento Psicológico
Neuropsicológico
Neuropsicopedagógico

O que faz o profissional Neuropsicopedadogo?

O profissional habilitado em Neuropsicopedagogia clínica, realiza seus atendimentos a partir de uma queixa trazida pela escola, pais ou responsáveis, ou de encaminhamentos por parte de psicólogo, neuropsicólogo ou neurologista, referente a algo que não está bem com o processo de aprendizagem do sujeito. O Neuropsicopedagogo observa, avalia e, a partir de um programa de tratamento específico, realiza intervenções no processo de aprendizagem do paciente.

Como acontece o atendimento do Neuropsicopedagogo clínico?

O Neuropsicopedagogo clínico, tendo como base a queixa, segue um protocolo de atendimento que inicia com uma entrevista com a família ou responsáveis, avaliação do paciente, plano e sessões de avaliação, plano e sessões de intervenção com metas iniciais, intermediárias e finais traçadas para o avanço da aprendizagem.

O trabalho é desenvolvido, mantendo diálogo e proximidade com a família, responsáveis e escola e com a equipe multiprofissional, quando pertinente a existência da equipe.

Quando devo procurar um Neuropsicopedagogo?

O trabalho do Neuropsicopedagogo é indicado sempre que houver dificuldades relacionadas ao processo de aprendizagem.

Dificuldades em raciocínio lógico;

Dificuldades em raciocínio lógico matemático;

Dificuldade na leitura, escrita e interpretação;

Lentidão na execução das atividades;

Dificuldade em organizar-se com os materiais e atividades, do cotidiano e escolares;

 

Atrasos do desenvolvimento global;

Processos de inclusão escolar;

Transtornos de aprendizagem: Dislexia, Disgrafia, Discauculia;

 

Transtorno Neurobiológico do desenvolvimento humano: Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH)

Transtorno do Espectro Autista (TEA)

 

Distúrbios de memória;

Demência Senil

Aspectos neuro motor;

Qual o público atendido pela Neuropsicopedagogia?

Este profissional, a partir de sua habilitação, pode atender crianças, adolescentes, jovens adultos e idosos.

No que consiste a avaliação neuropsicopedagógica?

A avaliação Neuropsicopedagógica tem por base os conhecimentos das funções cognitivas (com exceção da função intelectual e dos transtornos de humor e personalidade), A avaliação se dá nas questões relacionadas a aprendizagem e ao desenvolvimento humano nas áreas motoras, cognitivas e comportamentais, tendo como sustentação da sua prática, os conhecimentos da Neurociência aplicada a Educação.

Na avaliação neuropsicopedagógica, este profissional aplica testes e escalas padronizadas para a população brasileira, de uso não restrito, referentes a aprendizagem já adquirida. Nas sessões de avaliação, o Neuropsicopedagogo elabora sua hipótese diagnóstica que orientará seu plano de intervenção na aprendizagem do paciente.

Tratando-se de ensino aprendizagem, o que  Neuropsicopedagogo pode avaliar?

Atenção e funções executivas;

Linguagem;

Compreensão leitora;

 Memória de aprendizagem;

Motivação - intrínseca e extrínseca;

Estratégias de aprendizagem;

 Desenvolvimento neuromotor;

Habilidade matemáticas;

Habilidades sociais.

Quais instrumentos padronizados o Neuropsicopedagogo pode utilizar para avaliar?
Quais são os eixos teórico-práticos que orientam o trabalho do Neuropsicopedagogo clínico?

Em seu processo de avaliação e intervenção, o Neuropsicopedagogo deve:

a) Aplicar conceitos da Neurociência à Educação, compreendendo que a educação acontece em diferentes espaços sociais e por diferentes mediadores.

 b) Compreender que os estudos e campos da Neurociência aplicada à Educação precisam da interface com a Pedagogia e Psicologia Cognitiva para orientar ações efetivas sobre o desenvolvimento humano e o processo de aprendizagem.

c) Entender, identificar e estimular o funcionamento de todo sistema nervoso a partir da Neurociência e da Psicologia Cognitiva, focando nas funções executivas.

d) Utilizar-se da metodologia que envolva os diferentes campos dos conhecimentos escolares para definir seu planejamento de avaliação e intervenção, considerando sempre a reintegração pessoal, social e educacional respeitando as características particulares do paciente.

O Neuropsicopedagogo, ao desempenhar sua profissão, deve considerar a o Código de Ética Técnico-Profissional, bem como a ética e respeito ao espaço de atuação dos demais profissionais da saúde e da educação.

O que a área da Neuropsicopedagogia estuda?

Estuda a estrutura e funcionamento do Sistema Nervoso Central e Sistema Nervoso Periférico e, vinculada à Psicologia Cognitiva, avalia e intervém de forma a prevenir ou minimizar os impactos dos distúrbios ou dificuldades de aprendizagem nas diferentes fases da vida humana.

Qual a diferença entre Psicólogo, Psicopedagogo, Pedagogo e Neuropsicopedagogo

Psicólogo – Este profissional auxilia na promoção de superação dos limites e desenvolvimento das potencialidades e eficiências, considerando o desenvolvimento dos aspectos cognitivo, intelectual, afetivo e social sem descuidar de que cada indivíduo tem seu tempo e sua forma de aprender.

Psicopedagogo – sua atuação profissional se dá com as questões mais complexas que envolvem o processo de ensino aprendizagem da criança, investiga e elabora estratégias para superar as dificuldades de aprendizagem. Seu papel é esclarecer e atuar com as dificuldades específicas da aprendizagem, sejam elas de natureza ortográfica, escrita, emocional, biológica e/ou cognitiva (CRUVINEL, 2009).

Pedagogo – compreende e atua em favor do desenvolvimento das dimensões física, emocional, cognitiva, social, afetiva e psicológica de forma integral da criança e do ser humano em geral Domina o ensino e os métodos, metodologias, objetivos e os processos didático-pedagógicos das diferentes áreas de conhecimento.

Neuropsicopedagogo - Entende, identifica e estimula o funcionamento de todo sistema nervoso a partir da Neurociência e da Educação, focando nas funções executivas. Utiliza metodologia transdisciplinar para definir seu planejamento de avaliação e intervenção reintegrando o aprendente, nos aspectos pessoal, social e educacional de acordo com seus avanços e características particulares.

Na avaliação, o Neuropsicopedagogo pode utilizar instrumentos não privativos, de psicólogos e fonoaudiólogos para investigar os diferentes aspectos das funções cognitivas. A escolha dos instrumentos a serem utilizados é feita de acordo com os objetivos da avaliação.
O que é a intervenção Neuropsicopedagógica?
Fundamentado nos conhecimentos científicos da Pedagogia, Neuropsicologia e da Neurociência e,  valendo-se de instrumentos, materiais pedagógicos, observação e raciocínio clínico, o Neuropsicopedagogo, interagindo com o paciente, intervém nos aspectos cognitivos, promovendo a aprendizagem do paciente
Qual a importância da intervenção Neuropsicopedagógica?

Por meio da estimulação cognitiva, a intervenção Neuropsicopedagógica atua diretamente nos mecanismos ligados à plasticidade cerebral, melhorando as habilidades cognitivas do sujeito, independentemente da idade, facilitando a aprendizagem e melhorando a qualidade de vida.

Auxilia a memória, o raciocínio lógico, a aprendizagem e habilidades na matemática, leitura, escrita, interpretação, concentração e atenção. Os conhecimentos Neurocientíficos auxiliam o Neuropsicopedagogo na seleção dos estímulos adequados para produzir a aprendizagem, considerando a qualidade deles, determinando a efetividade da aprendizagem do sujeito.